Segurança no trabalho pode diminuir acidentes em 98%
4 hábitos para melhorar o rendimento no trabalho
Trabalho em altura: uso de equipamentos seguros e compatíveis às funções
Saúde no ambiente de trabalho: alergia
Prevenção é a principal maneira de combater a LER/DORT
Medicina do trabalho pode reduzir custos com plano de saúde
Veja as regras da lei que amplia para 20 dias a licença-paternidade
Perda auditiva relacionada ao trabalho
Você conhece a síndrome do esgotamento profissional?
Doenças ocupacionais poderiam ser evitadas pelos empregadores
Análise: vinculação do adicional de insalubridade ao salário
Acidentes de trajeto representam 20% dos acidentes de trabalho
Ignorar e-mails fora do horário de trabalho garante vida mais feliz e com menos estresse, dizem psicólogos
Segunda-feira é o dia campeão de horas extras no trabalho, diz pesquisa
As 10 profissões mais estressantes para 2016
Aposentadoria, seguro-desemprego, domésticos: direitos mudaram em 2015
Equipamentos de Proteção Individual
Portaria MTPS nº 116: Regulamenta a realização dos exames toxicológicos para motoristas previsto na CLT
Confissão do trabalhador não autoriza presunção de eficácia dos EPIs
Faça seus exames médicos na Realiza!
Comunicado de Férias Coletivas
Índices do FAP com vigência em 2016 estão disponíveis para consulta
Entenda o eSocial em 10 tópicos
A ISO 9001:2015 está publicada
Treinamento de Líderes de Segurança no cliente Motormac
Em perguntas e respostas, saiba o que é meningite e como se prevenir
eSOCIAL: Forma de prestar informações relativas aos trabalhadores será simplificada e começa a mudar a partir de setembro de 2016
Previdência: Medida Provisória nº 664/2014 é convertida na Lei nº 13.135/2015
A importância da Gestão de Riscos
eSocial - Esclarecimentos sobre o PPRA e PCMSO
Terceirização de serviços em condomínios: fique atento!
Auditorias: Tensão ou Solução?
A Importância da Psicoterapia
Plano de Recuperação de áreas degradadas – PRAD
Psicoterapia para Empresas
Programa de Avaliação de Exposição à Sobrecarga Térmica
O ciclo PDCA
Sistemas de Gestão
Dia Mundial da Qualidade
E-Social – O que é e o que muda na sua empresa?
A importância da medicina e segurança do trabalho preventiva
Revisão da norma ISO 9001:2015 - Principais alterações
Cuidamos da saúde do seu colaborador!
Os danos à saúde do trabalhador decorrentes da vibração ocupacional
Dia da Ação Voluntária Cyrela
Diferenças entre Insalubridade e Periculosidade
15 dicas para prevenir acidentes no trabalho
Por que o planejamento pessoal é importante?
A importância da Consultoria no âmbito dos negócios
A importância do uso de EPI – Equipamento de Proteção Individual
Grupo realiza recebe recertificação na Norma ISO 9001
NOTÍCIAS

4 hábitos para melhorar o rendimento no trabalho

04/04/2016

Organização e atenção aos detalhes podem ser o caminho para aqueles que desejam garantir a produtividade no trabalho. Mais do que cumprir as demandas diárias, é preciso otimizar o tempo e assegurar a excelência na execução das tarefas. Nesse contexto, as organizações podem adotar medidas simples que auxiliam os colaboradores a melhorarem seu rendimento. 

Para o coordenador de Projetos da Fundação Nacional da Qualidade (FNQ), Luiz Eduardo Teixeira Malta, é primordial que os gestores da empresa identifiquem os pontos que precisam ser melhorados e incentivem mudanças nas ações das pessoas. “O colaborador tem que se sentir parte, tanto dos problemas quanto das soluções, da organização e os líderes têm a obrigação de direcionar os funcionários para a execução das atividades”, afirma Luiz. 

Confira, abaixo, algumas dicas para incentivar seus colaboradores a aumentar sua produtividade.

Organize as tarefas

A tarefa de organização deve ser fácil, rápida e habitual. Por isso, estabeleça prioridades e faça uma relação de atividades, para que nenhuma seja esquecida. Pode ser uma lista, uma planilha, um aplicativo de celular ou outro lugar, mas você precisa ter acesso fácil e com frequência. Separe-as de acordo com sua rotina, seus horários disponíveis e real urgência dessa tarefa. Assim, você terá noção do que é importante e deve ser feito primeiramente e do que pode ficar para outro dia. 

Controle o tempo de trabalho e descanso

Um profissional produtivo não é aquele que cola o rosto no monitor, leva trabalho para casa ou almoça enquanto faz as atividades. Essas atitudes, que visam adiantar o serviço, na verdade, fazem a produtividade cair e trazem até problemas de saúde. Por isso, é recomendável intervalos de 10 a 15 minutos para cada uma hora e meia de trabalho. As atividades não devem ser exaustivas, então, quando perceber que não consegue mais continuar, pare. Dê um intervalo que possa aliviar o estresse e recarregar as baterias para, quando voltar, você produzir mais e melhor.

Cuidado com o celular e as redes sociais

Hoje em dia, eles são as maiores armadilhas para a perda de tempo, se mal utilizados. Portanto, usá-los em demasia pode atrasar as suas atividades. Por isso, se quiser ser produtivo, comece nas configurações desses serviços. Desative as notificações do celular ou mesmo desligue-o durante uma atividade que demande maior concentração. Evite distrações e estabeleça horários específicos para acessar seus perfis.

Não seja perfeccionista demais

Não descarte todo um trabalho só porque não ficou completamente perfeito. Isso não significa que se deve entregar algo sem qualidade, apenas não demande tempo sendo perfeccionista.